Sex, 01 Julho, 2022  |

Inovação na ETAR de Paço de Sousa distinguida pelo Presidente do Grupo AdP

O trabalho desenvolvido pela equipa de Exploração da SIMDOURO, na ETAR de Paço de Sousa, foi alvo da atribuição de uma distinção denominada “SInergia – Criação de Valor na Economia Circular”.

Esta distinção foi entregue pelo Presidente do Grupo Águas de Portugal, João Nuno Mendes, no âmbito de uma visita àquela infraestrutura, no passado dia 13 de novembro, e vem reconhecer o contributo deste projeto no que se refere à inovação no processo de co-digestão com vista à autossuficiência energética, na criação de valor, na redução da pegada carbónica e na consequente promoção da Economia Circular.

A Administração da SIMDOURO destacou o excelente trabalho desenvolvido e premiou o projeto implementado com a oferta de uma “Visita de Trabalho a uma ETAR europeia de referência para dois colaboradores da SIMDOURO“.

Saliente-se que, em 2018, a ETAR de Paço de Sousa consumiu 1,6 GWh, com um custo de, aproximadamente 160 mil euros.

No segundo semestre de 2018, iniciou-se a otimização das variáveis da digestão anaeróbia e foram criadas as condições processuais para que em janeiro de 2019, arrancasse o projeto de co-digestão das lamas geradas na ETAR com um efluente industrial de produção de biodiesel.

A ETAR de Paço de Sousa atingiu assim uma autossuficiência energética média mensal de 80%, e durante vários dias conseguiu um custo energético negativo ao tratar um caudal médio de 8.000 m3/d de águas residuais.

Com este aumento da venda de energia elétrica à rede, energia renovável produzida no próprio processo, evitou-se a emissão de cerca de 550 ton CO2 para a atmosfera.

Para além da redução da pegada carbónica e dos custos de energia, este projeto constitui um exemplo notável de sinergia industrial e de criação de valor na economia circular.