Seg, 15 Agosto, 2022  |

Paredes

O Município de Paredes, encontra-se integrado na região do Vale do Sousa, tem uma área total de 157 km² e uma população de cerca de 87 mil habitantes (censos 2011) distribuídos por 18 freguesias, desenvolve-se, em termos hidrográficos, ao longo das bacias dos rios Sousa e Ferreira.
 
A SIMDOURO, S.A. é responsável pelo sistema de saneamento “em alta” do Município de Paredes.
 
Neste Município, a SIMDOURO investiu cerca de 17 milhões de euros em novas infraestruturas de saneamento.
 
Em termos de solução de tratamento do efluente, o concelho pode dividir-se nas seguintes regiões:
 
a) Bacia do rio Sousa – Norte
Corresponde à região nordeste do concelho até à freguesia de Cête e abrange cerca de 39 mil habitantes das freguesias de Sobrosa, Beire, Louredo, Cristelo (parcial), Paredes, Vandoma (parcial), Baltar, Cête e Parada de Todeia.
 
b) Bacia do rio Sousa – Sul
Corresponde à zona sul do concelho abrangendo as freguesias de Sobreira, Recarei e Aguiar de Sousa, região do concelho onde residem cerca de 11 mil pessoas.
 
c) Bacia do rio Ferreira
Corresponde à região nordeste do concelho e abrange cerca de 37 mil habitantes das freguesias de Lordelo, Vilela, Cristelo (parcial), Duas Igrejas, Rebordosa, Vandoma (parcial), Astromil e Gandra.
 
 
Bacia do rio Sousa – Norte
 
A solução de transporte e tratamento preconizada para esta região consistiu na construção de um sistema multimunicipal que serve os municípios de Paredes e Penafiel, e na desativação das infraestruturas existentes
 
Subsistema de Saneamento de Paço de Sousa
 
O subsistema de Paço de Sousa é constituído por um sistema intercetor, com cerca de 49 km de emissários, duas estações elevatórias e 2,5 km de condutas elevatórias, bem como por uma Estação de Tratamento de Águas Residuais que tem capacidade para tratar o efluente de cerca de 65.000 habitantes equivalentes. A execução destas infraestruturas correspondeu a um investimento de cerca de 17,4 milhões de euros.
 
Para servir a população da freguesia de Parada de Todeia em Paredes, foi construída uma estação elevatória, uma conduta elevatória com cerca de 1 km e um intercetor com uma extensão de cerca de 530 m, que encaminha os efluentes produzidos no aglomerado desta freguesia até ao intercetor de Baltar - subsistema de Paço de Sousa.
  
 
Bacia do rio Sousa – Sul
 
Subsistema de Saneamento de Sobreira/Recarei
 
Para as freguesias de Sobreira e Recarei prevê-se, numa primeira fase, a instalação de uma ETAR em cada uma das freguesias, com capacidade de tratamento de 500 e 1.000 habitantes equivalentes, respetivamente.
 
Em função do desenvolvimento da rede em baixa prevê-se ainda a ampliação da ETAR de Recarei e eventualmente a construção de um intercetor ao longo do rio Sousa, entre Sobreira e Recarei, bem como a consequente desativação da ETAR de Sobreira.
 
Subsistema de Saneamento de Aguiar de Sousa
 
Na freguesia de Aguiar de Sousa será instalada uma pequena ETAR que permitirá o tratamento do efluente de cerca de 500 habitantes equivalentes.
 
 
Bacia do rio Ferreira
 
Na bacia do rio Ferreira existem atualmente dois subsistemas de saneamento: o subsistema de Lordelo e o subsistema de Gandra.
 
Estes subsistemas são responsáveis pelo transporte do efluente recolhido pelas redes “em baixa” até ao intercetor de Sobrado, no concelho de Valongo, que por sua vez o conduz até à ETAR de Campo, onde o mesmo é tratado. Os subsistemas de Lordelo e de Gandra têm atualmente um extensão de 10 km e 1,4 km de intercetores, respetivamente.
 
Subsistema de Saneamento de Lordelo
 
Para o subsistema de Lordelo está prevista a reabilitação dos intercetores existentes e a construção de um troço de intercetor com cerca de 1,2 km de extensão.
 
Subsistema de Saneamento de Gandra
 
Este subsistema tem atualmente cerca de 1,2 km de extensão. Em função do crescimento da rede “em baixa” e por forma a aumentar a área de cobertura, este subsistema será oportunamente ampliado.